O caminho do possível parto da geleira Larsen C

Posted on maio 6, 2017

0


 

#PARA PESQUISAS

———————————————————————————————————————————————————–
O outro braço acrescenta cerca de 9 km aos 11 km já existentes. O
gigantesco iceberg ao se destacar medirá cerca de 4988 km quadrados.
O novo braço surgiu 10 km para trás do antigo caminho da fenda e
cresce na medida de 0,91 m por dia/ 6,4 m por semana/25,4 m por mes.
Ao se destacar não aumentará por si só onível do mar, mas ao se
desintegrar completamente toda plataforma de gelo, ela acrescentará
10 cm no nível global do mar.nestweek
http://s.newsweek.com/sites/www.newsweek.com/files/styles/full/public
/2017/05/03/larsen-c-ice-shelf_0.jpg

————————————————————————————————————————————————————

O ar mais quente e água na região é em grande parte responsável pelas mudanças surpreendentes para o gelo da região. Larsen A desmoronou no esquecimento em 1995 e Larsen B seguiu o exemplo em 2002.
Essa perda alterará a dinâmica das plataformas de gelo e poderá acelerar a queda do restante da plataforma de gelo, semelhante ao que aconteceu com os vizinhos Larsen A e Larsen B.
A nova brecha se formou em algum momento nos últimos seis dias, mostrando como mudanças rápidas podem ocorrer mesmo na estação fria.
Os cientistas alertaram que o derretimento na Antártida Ocidental pode ser ativo para sempre. Perder todo o gelo terrestre nessa região iria empurrar o nível do mar até 13 pés mais alto, uma mudança que levaria séculos para se desdobrar.
Outras novas pesquisas apontam para derreter a superfície generalizada em vários locais ao redor da Antártida. Isso inclui uma cascata sazonal de 400 pés de largura e cerca de 700 sistemas de drenagem de gelo, ambos desenvolvimentos que chocaram os cientistas.

climate central
—————————————————————————————————————————————————————-
Se uma das duas ramificações chegar à borda de Larsen C, a prateleira poderá retirar um pedaço de gelo de 5.000 quilômetros quadrados, criando um dos maiores icebergs já registrados, diz o glaciologista Adrian Luckman da Universidade de Swansea, no País de Gales. “O novo ramo está se dirigindo mais para a frente de gelo, por isso é mais perigoso e mais provável para causar este evento de parto ocorrer” do que o ramo existente, diz ele.
sciencenewsorg
——————————————————————–
Os cientistas estimam que poderia levar apenas alguns meses para que esse enorme iceberg rompesse a prateleira. [Imagens de Derreter: O Gelo de Desaparecer da Terra]

“Embora o evento possa ocorrer em qualquer lugar de dias a anos, o iceberg é susceptível de se libertar nos próximos meses, simplesmente porque a alavancagem de 175 km [109 milhas] de iceberg em [cerca] 20 km [12 milhas] do que permanece Conectado à prateleira de gelo é esmagadora “, os cientistas de MIDAS escreveram em um borne do blog fevereiro em 6.” Nós estamos prestando atenção com respiração ofegante. ”
“O parto do iceberg é uma parte normal do ciclo de vida da geleira, e há toda a chance de que Larsen C permaneça estável e este gelo regrida”, disse Paul Holland, com a British Antarctic Survey, em um comunicado. “No entanto, também é possível que este parto iceberg vai deixar Larsen C em uma configuração instável.Se isso acontecer, mais parto iceberg pode causar um recuo de Larsen C. Não será capaz de dizer se Larsen C é instável até o Iceberg pariu e nós podemos compreender o comportamento do gelo restante. ”

Explore the interactive map to learn more about the development and current status of the Larsen C ice shelf. Use the “map overview” button in the top left to zoom out at any time. (Interactive graphic: Videnskab.dk / produced with StoryMaps / Satellite image from Mapbox.com)

ENTRE NO SITE, LEIA AS NOTÍCIAS E EXPLORE O MAPA INTERATIVO E ATUALIZADO DOS ACONTECIMENTOS

sciencenordic

 

BASEADO NOS TRAJETOS ANTERIORES TOMADOS POR ICEBERGS B BREAKUP, CIENTISTAS PENSAM QUE ESTE GIGANTESCO ICEBERG FLOTARIA PARA O NORTE NO OCEANO ATLÂNTICO SUL. VIAJARÁ COM A CORRENTE DO OCEANO ATÉ QUE FINALMENTE DERRETA MAIS PARA LONGE. # MIDAS

ABAIXO UM MAPA DAS CORRENTES MARÍTIMAS DO POLO SUL

Resultado de imagem para CAMINHO DAS CORRENTES MARÍTIMAS DA ANTÁRTIDA

Imagem relacionada

Nacional Oceanic and Atmospheric Administration NOOA

Veja a animação dos mapas no link  abaixo

NOOA

 

The Global Conveyor Belt

Abaixo todas as informações que se precisa saber sobre as correntes marítimas, o PDF contém oda a explicaçaõ do caminho dos mapas abaixo

The Global Conveyor Belt-PDF

global conveyer belt - stage 1

Cold, salty, dense water sinks at the Earth’s northern polar region and heads south along the western Atlantic basin.

global conveyer belt - stage 2

The current is “recharged” as it travels along the coast of Antarctica and picks up more cold, salty, dense water.

global conveyer belt - stage 3

The main current splits into two sections, one traveling northward into the Indian Ocean, while the other heads up into the western Pacific.

global conveyer belt - stage 4

The two branches of the current warm and rise as they travel northward, then loop back around southward and westward.

global conveyer belt - stage 5

The now-warmed surface waters continue circulating around the globe. They eventually return to the North Atlantic where the cycle begins again.

 

Anúncios