Os maiores terremotos do mundo

Posted on abril 14, 2016

0


10 – Tibete (China), 1950 – Magnitude 8.6
Este terremoto causou a morte de mais de 1.500 pessoas. Apesar de ter se originado no Tibete, ele causou mais danos em Assam, na Índia.

9 – Sumatra (Indonésia), 2005 – Magnitude 8.6
Essa definitivamente não foi uma boa época para os moradores de Sumatra. Depois da região ser devastada três meses antes com o tsunami do Oceano Índico em dezembro de 2004, que matou mais de 230 mil pessoas atingindo a Indonésia, Sri Lanka, Índia, Tailândia e Maldivas, a ilha de Sumatra sofreu novamente com um tremor em terra que deixou mais de 1.300 pessoas mortas.

8 – Alasca (EUA), 1965 – Magnitude 8.7
O tremor atingiu as ilhas Rat, no Alasca (EUA), gerando um tsunami com ondas de 10 metros de altura. Felizmente, ao contrário de muitos casos nessa lista, o terremoto ocasionou poucos danos.

7 – Equador-Colômbia, 1906 – Magnitude 8.8
O abalo atingiu o Equador e a fronteira com a Colômbia, matando cerca de 1.000 pessoas, a maioria na Colômbia. Ele também ocasionou uma tsunami e chegou a ser sentido em San Francisco (EUA) e no Japão.
6 – Chile, 2010 – Magnitude 8.8
Um dos mais recentes da lista, o terremoto aconteceu no dia 27 de fevereiro de 2010, deixando mais de 800 fatalidades e mais de 20 mil pessoas desabrigadas. O tremor mais intenso durou cerca de três minutos e pode ser sentido em diversas regiões do Chile, que juntas respondiam por 80% da população do Chile. As tsunamis causadas devastaram cidades no país e acionaram alertas em mais de 53 países, causando danos até em San Diego (EUA).

5 – Rússia, 1952 – Magnitude 9.0
Apesar da magnitude do terremoto, originado na península de Kamchatka, extremo leste da Rússia, e das ondas gigantes da Tsunami que chegaram ao Havaí, não tivemos nenhuma vítima fatal, felizmente.

4 – Japão, 2011 – Magnitude 9.0
Não tivemos a mesma sorte com o terremoto que atingiu o Japão, em 2011, e ainda está em nossas memórias. Seguido por um tsunami com ondas de 10 metros de altura que chegaram a uma velocidade de 800 km/h que atingiu a costa japonesa, a tragédia deixou mais de 15 mil mortos, 6.000 feridos e 2.600 pessoas desaparecidas, além de ter deixado cidades totalmente devastadas.

3 – Sumatra (Indonésia), 2004 – Magnitude 9.1
Mais uma vez em Sumatra, este foi o terremoto que deu origem à grande tsunami que atingiu 14 países e matou mais de 230.000 pessoas, se tornando um dos maiores desastres naturais da história do planeta.

2 – Alasca (EUA), 1964 – Magnitude 9.2
Tendo durado cerca de quatro minutos, o fortíssimo abalo deixou 15 vítimas fatais. A tsunami originada a partir dele, no entanto, matou 129 pessoas. Foi o terremoto mais forte da história da América do Norte.

1 – Chile, 1960 – Magnitude 9.5
Ocorrido em 22 de maio de 1960, esse foi o maior terremoto de todos os tempos. Ele deixou mais de 2.000 mortos e apagou cidades inteiras do mapa do Chile, gerando ondas de 10 metros de altura. A Tsunami resultante atingiu também o Havaí, Japão, Nova Zelândia e Austrália. megaarquivos

5º) Península de Kamchatka, Rússia (1952)
No ano de 1952, a grande Península de Kamchatka, localizada no leste do território russo – próximo ao Estreito de Bering – passou por um forte terremoto que atingiu incríveis 9,0 pontos na Escala Richter, tendo sido sentido até mesmo na ilha do Havaí. Embora tenha causado alguns prejuízos, não houve nenhuma morte decorrente desse fenômeno, em função do fato de a área estar pouco habitada.
4º) Península de Oshika, Japão (2011)
Empatado com a intensidade do terremoto anterior está o tremor ocorrido no Japão em março de 2011, na Península de Oshika, situada na região do Tohoku no Japão. No entanto, diferentemente do que se viu acima, os impactos foram mais duramente sentidos naquele que é considerado, por muitos, como o maior terremoto da história do Japão.
Na ocasião, foram registradas mais de 13 mil mortes e milhares de desaparecidos, além de danos sérios a sistemas de infraestrutura que permitem o funcionamento de parte do país, como ferrovias, rodovias e outras. Não obstante, foi danificada também uma central nuclear de geração de energia, a Usina Nuclear de Fukushima, em razão de um forte tsunami gerado pelo abalo sísmico, o que acarretou um alto risco de vazamento radioativo.
Impactos gerados pelo terremoto do Japão em 2011 *
Impactos gerados pelo terremoto do Japão em 2011 *
3º) Ilha de Sumatra, Indonésia (2004)
Em dezembro de 2004, um forte abalo sísmico de 9,1 graus atingiu a ilha de Sumatra, na Indonésia. O principal problema desse sismo é que ele foi também acompanhado por um tsunami, que provocou um número sem igual de vítimas em vários países da região, sendo, inclusive, o evento responsável pela popularização do termo “tsunami” em todo o mundo.
Ao todo, foram registradas mais de 220 mil vítimas em treze países: Indonésia, Bangladesh, Índia, Tailândia, Madagascar, Maldivas, Malásia, Mianmar, Ilhas Seicheles, Somália, Quênia, Tanzânia e Sri Lanka. Por isso, o abalo sísmico ficou oficialmente reconhecido como o Sismo e tsunami do Oceano Índico de 2004.
2º) Alasca, Estados Unidos (1964)
Em março de 1964, um terremoto de 9,2 graus de intensidade atingiu o Alasca e deixou 125 vítimas fatais. Depois desse tremor, jamais foi registrado qualquer outro abalo sísmico com uma intensidade superior no planeta, haja vista que o terremoto mais forte do mundo ocorreu em uma data anterior.
Além dos fortes impactos na superfície e os intensos deslizamentos de terra, o terremoto do Alasca também gerou um tsunami. Na ocasião, pouco se sabia sobre a origem desse fenômeno e a ocorrência desse episódio serviu para corroborar, na época, com a tese de que os abalos sísmicos estariam associados ao encontro entre duas placas tectônicas, cuja existência ainda não estava totalmente provada.
1º) Valdívia, Chile (1960)
O terremoto mais intenso já cientificamente registrado ocorreu na cidade de Valdívia, no Chile, e afetou boa parte do país, sendo conhecido como o Grande Sismo do Chile. Ao todo, mais de duas mil pessoas morreram e incontáveis prejuízos materiais foram registrados. Na época, o terremoto gerou um tsunami que atravessou o Oceano Pacífico e atingiu o Japão.
O Chile, por ser um país quase que totalmente situado sobre uma região localizada na zona de encontro entre as placas tectônicas de Nazca e Sul-Americana, registra uma grande frequência de fortes tremores de Terra, incluindo o mais forte já diagnosticado.
Registro dos impactos gerados pelo terremoto de Valdívia em 1960
Registro dos impactos gerados pelo terremoto de Valdívia em 1960
Vale lembrar que essa lista foi elaborada de acordo com os registros científicos da intensidade dos terremotos, e não com base nos efeitos por eles causados. Se considerássemos os estragos materiais e as vidas perdidas como critério principal para dizer qual foi o terremoto mais forte da história, esse título passaria para o tremor de Shensi, na China, ocorrido no ano de 1556 e que deixou um rastro de incríveis 830 mil mortos.

mundoeducação

Os 10 segundo geokita
http://geokitta.blogspot.com.br/2015/09/os-10-maiores-terremotos-da-historia.html
http://imirante.com/mobile/mundo/noticias/2015/04/27/relembre-os-maiores-terremotos-registrados-na-historia-desde-1990.shtml

 

Anúncios