Tremores de Londrina foram causados por vulcão

Posted on abril 1, 2016

0


 

Mapa da distribuição de sensores implantados em parceria entre o IAG-USP e Universidade Estadual de Londrina.

 

Cientistas apresentam primeiros resultados sobre tremores de terra em Londrina

Um boletim divulgado por cientistas do Centro de Sismiologia da Universidade de São Paulo (IAG-USP) e do Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Londrina (UEL) que pesquisam os frequentes tremores de terra em Londrina, no norte do Paraná, aponta que o mecanismo de geração de todos tremores deve ser o mesmo e acontece perto da superfície.

Desde que os quatro sismógrafos foram instalados, oito tremores foram identificados, sendo que pelo menos seis tiveram seu epicentro no Jardim Califórnia, na zona leste da cidade. O mais forte já registrado alcançou magnitude de 1,7,em 11 -01.

Além disso, ainda de acordo com a pesquisa, as formas de onda de dois tremores são muito parecidas, o que indica que os epicentros estão a poucas dezenas de metros de distância um do outro. Apenas uma das estações sismográficas envia dados em tempo real ao Centro de Sismologia, em São Paulo (SP), as outras estações precisam de coletas manuais dos dados armazenados, o que será realizado nos próximos dias, de acordo com os pesquisadores.

A profundidade dos eventos não pode ser calculada sem os dados de todas as estações, mas os pesquisadores acreditam que o foco é superficial, ficando algumas dezenas de metros abaixo da camada de solo, já que os tremores são sentidos fortes e em uma área restrita.

Os abalos são percebidos desde o dia 14 de dezembro de 2015 na cidade. A intensidade dos tremores são fortes o suficiente para causar rachaduras em paredes. Hipóteses como explosões em bolsões de gás da rede pública ou em obras da Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) e até possíveis infiltrações ou desmoronamentos/movimentações naturais de camadas abaixo do solo foram levantadas e estão sendo estudadas.

“É como se fosse uma bomba bem grande estourando dentro de casa”, conta o morador Fernando Prado. Vários proprietários de imóveis relataram o aparecimento de rachaduras em suas residências, aumentando a insegurança.

 

Registro Sismógrafo de um tremor de 1,6 magnitude, ocorrido em 11 de janeiro, no Jardim Califórnia, Londrina (PR).

 

Relatório USP

Anúncios