Estão confiscando bens de refugiados

Posted on janeiro 16, 2016

0


Refugiados são confiscados de parte dos bens

Não bastasse o tormento da guerra para perder as suas casas e serem obrigados por barbarismos na suas terras, a abdicar do seus países, como se o sofrimento de andar á pé na chuva, neve, vento, ver todos os dias seus familiares, amigos e conterrâneos travarem uma luta quase inglória de chegar em um lugar que acolha suas lágrimas, desespero e impotência diante
da desumanidade dos chefes dos lugares de onde vieram, agora , parece, que a barbárie segue esses farrapos vindos de uma sociedade que se mostra, cada vez mais, falida:
_Estão confiscando os bens dos refugiados!
Eu me pergunto que tipo de bens podem caregar esses retratos da injustiça do nosso tempo carregar nas costas de adultos e crianças à pé contra o tempo, o clima correndo atrás da sua única esperança: um pouco que tenha sobrado da “Humanidade” em algum país.
Se os refugiados causam problemas, lembrem-se que eles não estão ali porque eles querem de verdade mas porque faltou condições nos seus lugares de origem para simplesmente viver.Depois que cai todo mundo, depois que morre tanta gente- lá vem a ajuda humanitária que deveria chegar com outro tipo de ajuda e antes que fossem obrigados a ir embora. Estão projetados a saída de muito mais , muito mais mesmo do que estão saindo agora, isso já não bastaria para que houvsse um modo de frear a catatulpa que joga todo mundo para fora dos seus países?
A quem interessa a saída que promovem , a quem prejudica isso? .Casual


A confiscação de bens aos refugiados, prevista na polémica reforma das leis de imigração e asilo que a Dinamarca se prepara para votar já é uma prática corrente na Suíça.

De acordo com a imprensa nacional, os refugiados que entrem no país têm de entregar às autoridades todos os bens de valor superior a 1000 francos, pouco mais de 900 euros. Uma prática corrente há vários anos. Para rever esse dinheiro ou bens, a pessoa em causa deve abandonar a Suíça no espaço de sete meses, caso contrário, a verba é deduzida nas despesas associadas ao pedidos de asilo e de assistência social.

Em 2015, a Suíça recebeu cerca de 40 mil pedidos de asilo. Um número que deve aumentar este ano.”
Confisco de refugiados

51nG4tsAu4L._SX258_BO1,204,203,200_

Reparem todos agora nos números que foram previstos em relatório da ONU em 2012, infelizmente, pelo crescente números de agora, essa projeção parece que foi pouca.Casual

SÍNTESE do relatório da ONU quanto à previsão de 2 bilhões de refugiados em 2050

“The state of the World’s/Refugees/In Search of Solidarit”

http://www.unhcr.org.uk/fileadmin/user_upload/pdf/StateofWorldsrefugees2012.pdf

Anúncios
Posted in: Sem-categoria