Asteroide 2015 TB145 passará numa distância maior que a entre a Terra e a Lua

Posted on outubro 20, 2015

0


Asteroide 2015 TB145 passará numa distância maior que a entre a Terra e a Lua

(2015 TB145)
Classification: Apollo [NEO, PHA] SPK-ID: 3729835

(2015 TB145) 2015-Oct-31 0.0033 1.3 290 m – 650 m

Diagrama de órbita

http://ssd.jpl.nasa.gov/sbdb.cgi?sstr=2015%20TB145;orb=1;old=0;cov=0;log=0;cad=1#cad

test8604tb145

2015-Oct-31 14:52 00:31 Moon 0.00191588502237049
2015-Oct-31 17:18 00:30 Earth 0.00325896966967239

(2015 TB145) 2015-Oct-31 0.0033 1.3 290 m – 650 m

#Dados da passagem
Em 31 de outubro, passará pela Terra o asteroide 2015 TB145,e, apesar de ser classificado como potencialmente perigoso, não figura na lista de provável impacto da NASA, portanto a sua passagem será segura.
O asteroide mede entre 290m e 650m, Ele passará a uma disttância de 488 844 km que é  (de 1,3 LD ) maior que a distância entre a Terra e a Lua .No momento, como podem ver na imagem acima, ele se encontra numa distância de 0,238 AU da Terra que corresponde a 35 700 000 km.Passará a uma distância da Lua de 293 820 km, mais próxima da Lua do que passará pela Terra.Para acompanhar a sua passagem basta clicar no link do diagrama de órbita.

#Pesquisa Casual

Fonte: tabelas da NASA

#Matéria

1-É preciso um asteroide de cerca de 1 km para causar uma extinção em massa

2-Efeito Yarkovsky

Asteroides podem ter as suas trajetórias modificadas ou girarem á deriva por radiação térmica

Os asteroiodes podem ter as suas rotas desviadas ou mesmo ficarem girando á deriva por efeito da sua radiação térmica- “mini-thruster”.Tanto isso dificulta seu estudo pelos cientistas como podem colocá-los em rota de colisão com a Terra.As suas superfícies rochosas se aquecem durante o dia e para se refrescar de noite emitem radiação como um mini propulsor. O nome dessa propriedade é Esse fenômeno é chamado de efeito Yarkovsky. Goddard enviou esse vídeo para a compreensão de todos.
“NASA está a enviar uma nave espacial chamado OSIRIS-Rex ao asteróide próximo à Terra Bennu. OSIRIS-Rex vai observar como forma, brilho e as características da superfície de Bennu influenciar a força do efeito Yarkovsky, ajudando os cientistas a prever melhor órbita de Bennu ao longo do tempo e fixar para baixo seu risco de longo prazo.”#Nasa
http://wp.me/p68sh-5Vj

#O asteroide poderá ser observado ao vivo pelo site abaixo em data e hora fixadas na imagem.

http://www.virtualtelescope.eu/webtv/

Anúncios