Prováveis efeitos do El Ninho sobre o planeta se sua força for confirmada

Posted on agosto 20, 2015

0


A BBC Mundo pediu para o especialista da Nasa falar sobre alguns dos efeitos que o El Niño pode ter em algumas partes do mundo nos próximos meses, caso sua força seja confirmada.

1 – América do Norte
William Patzert pede cautela, já que os modelos climáticos só podem prever o que acontecerá nos próximos meses
“O El Niño faz uma corrente em jato subtropical, que habitualmente se encontra no sul do México e América Central, se deslocar para o norte. Isto provoca invernos mais chuvosos do que o de hábito no sul dos Estados Unidos”, afirmou.
“Contrastando com isso, a corrente em jato polar, que tem sito muito forte na América do Norte nos dois últimos invernos, enfraquece, por isso são registrados invernos mais suaves no norte dos Estados Unidos e sul do Canadá.”
Segundo Patzert, mesmo que o aumento das chuvas possa ser uma boa notícia para o sudoeste dos EUA, devido à seca na região, também poderia causar grandes inundações e deslizamentos.

2 – América do Sul
“Na região que vai desde o norte do Chile até o Equador, nas quais se encontram as áreas mais áridas do planeta, o El Niño causa invernos muito chuvosos.”
“Além disso, nesta região, que conta com os maiores navios de pesca comercial do mundo, se a temperatura da água continua mais alta do que o normal há um colapso na pesca, o que pode ter impacto nas economias destes países”, explicou o especialista da Nasa.
“No nordeste do Brasil, o El Niño provoca seca enquanto que no sul do Brasil e norte da Argentina, são registradas inundações.”

3 – Ásia
De acordo com Patzert, “quando, no Pacífico equatorial, a água quente se move até a América do Sul, em lugares como Filipinas, Indonésia ou Tailândia são registradas secas extremas”.
Em alguns destes países, nos quais a agricultura é responsável por uma grande porcentagem do PIB, pode ocorrer um grande aumento no preço dos alimentos, o que acaba afetando o preço das matérias-primas em escala global.
“Ao mesmo tempo, em países como Japão e China, ocorrem invernos mais temperados”, acrescentou.

4 – Europa
“Na Europa, nos anos em que o El Niño é forte, ocorreram invernos muito frios no leste do continente e também no oeste da Rússia”, disse Patzert.
Segundo o especialista, “um bom exemplo são dois dos Ninõs mais importantes registrados nos últimos dois séculos: o de 1812 e o de 1941”.
“Estes foram precisamente os invernos em que as tropas de Napoleão e Hitler foram derrotadas. Por isso gosto de dizer que nenhum Exército os derrotou, foi o El Niño.”

5 – Outras regiões da Terra
Patzert explica que, nos anos em que ocorre o El Niño “há uma temporada de furacões mais fraca no Atlântico” já que os ventos que ocorrem não são favoráveis para a criação de sistemas tropicais.
Getty
O norte da Austrália pode sofrer com as secas em ano de El Niño
“Ao mesmo tempo, no Pacífico oriental, devido à elevada temperatura da água, é registrada uma temporada de furacões muito ativa, em regiões como a Baixa Califórnia.”
“Enquanto que, o sul do continente africano e Madagascar tendem a ser afetados pela seca, e áreas da África subsaariana, que são muito secas, têm mais chuvas.”
Por fim, o especialista da Nasa afirma que o El Niño faz com que o norte da Austrália, como no sudeste asiático, se veja afetado pela seca.

leia mais e veja fotos

Cinco maneiras pelas quais o El Niño pode alterar o clima do planeta

Anúncios